Fisioterapia na terceira idade previne quedas e doenças

No processo de envelhecimento o corpo passa por diversas mudanças, que muitas das vezes não são sentidas, até um episódio traumático, como as quedas, que estão entre as causas de óbito na terceira idade.
Mesmo quando não levam a tal consequência, as quedas podem gerar sequelas, fraturas como a de colo de fêmur, insegurança e o medo de cair novamente.

Nesse sentido, a fisioterapia preventiva na terceira idade, pode ser um diferencial para dar mais qualidade de vida para quem já passou dos 60 anos.O tratamento fisioterapêutico na terceira idade baseia-se no aumento ou ganho do equilíbrio.
Também orienta estratégias de arrumação do dormitório desse indivíduo, eliminando assim algum risco de queda, além de capacita-lo a realizar suas tarefas, diminuir possível medo existente com relação à outra queda, aumentar a sua base de sustentação gerando maior estabilidade.Os exercícios a serem realizados serão adaptados a cada paciente, evoluindo de exercícios simples em solo estável para solo instável, marcha sem ou com obstáculos de acordo com a evolução do indivíduo.

Podemos adaptar os exercícios e o local a condições de iluminação diferente para que o idoso possa ser submetido a várias situações do seu próprio dia-a-dia. Os exercícios ajudam a prevenir doenças, como a hipertensão arterial, diabetes, osteoporose e tendinites, doenças cardíacas, artrose, hérnias e bursites. E, ainda, colaboram no controle da insônia, ansiedade, depressão, dores nas articulações e músculos, além de melhorar a flexibilidade, equilíbrio, coordenação, concentração, postura, relaxamento muscular. Também aumentam a autoestima.

Antes de ser programado um plano de prevenção a quedas, o idoso deve visitar o médico, aonde uma avaliação será realizada pelo ponto de vista médico, quantificando o déficit que esse indivíduo apresenta.O fisioterapeuta também realiza a sua avaliação, identificando os fatores de risco que ele apresenta, submetendo-o a testes em diversas condições, como olhos abertos ou fechados, pista irregular, caminhada na linha reta.A fisioterapia preventiva engloba exercícios físicos e respiratórios e pode ser feito até na água – é a hidroterapia.

Já a fisioterapia clínica, procura o alívio de problemas já existente como inflamações, dores, problemas ortopédicos e neurológicos.Tudo isso pode ser aliado também a terapias alternativas, como pilates, RPF, massagens e acupuntura. Os exercícios trazem vários benefícios, como ajudar no controle da insônia, ansiedade, depressão, pressão arterial, dores articulares e musculares.

Também melhoram a flexibilidade do corpo, a coordenação, o equilíbrio, a concentração, a postura e aumentam a autoestima.

: